8.2.11

Como sou misteriosa...



“- Olhar-se ao espelho e dizer-se deslumbrada: Como sou misteriosa. Sou tão delicada e forte. E a curva dos lábios manteve a inocência.
- Não há homem ou mulher que por acaso não se tenha olhado ao espelho e se surpreendido consigo próprio. Por uma fração de segundo a gente se vê como a um objeto a ser olhado. A isto se chamaria talvez de narcisismo, mas eu chamaria de: alegria de ser. Alegria de encontrar na figura exterior os ecos da figura interna: ah, então é verdade que eu não me imaginei, eu existo.”

/Clarice Lispector* Trechos do livro A Descoberta do Mundo

7 comentários:

Lúu Almeida disse...

Sinto que algo mudou por cá. Tudo lindo!

Flores!

Andressa disse...

aaaaaaa Clarice Lispector me facima com seus livros.

obrigada por pegar meu link, vou colocar o seu lá tbm. bjosssS*

http://apeenas.blogspot.com/

Noe* disse...

Amei!!! Clarice diz tudo, né?

Bjks =**

Mayara disse...

Quando se é bonito por dentro,consequentemente,reflete-se por fora. Lindo texto!

Boa semana. x)
Beijo!

ღ Sensivity ღ disse...

A Clarice é maravilhosa, sou fã incondicional dela. Adoro esse trecho do livro. Beijinhos.

Iasmin Morais disse...

um 'salve, salve' a nossa rainha :)

Juuh Nascimento disse...

'Alegria de encontrar na figura exterior os ecos da figura interna: ah, então é verdade que eu não me imaginei, eu existo.'

Ah sempre Clarice!

Sii ficou mais lindo ainda esse espaço!
Parabéns por tanta beleza.

Bjss flor