19.7.11

Quimera


"Mas ao contrário daquela vez não sentiu agora a comoção do amor e sim o abismo do desencanto.
Num instante teve a revelação completa da magnitude do próprio engano, e perguntou a si mesma, aterrada, como tinha podido incubar durante tanto tempo e com tanta ferocidade semelhante quimera no coração."

/Gabriel García Márquez*

Um comentário:

different_EU disse...

Seguindo aqui,recomendaçao de uma amiga em poucos minutos ja virei fã do blog mto bom msm ;*

www.diferenteu.blogspot.com